Arquitetura Renascentista

Como vimos no post anterior, O artista renascentista e seu cliente, chegamos ao Renascimento, um movimento desenvolvido entre os século XV e XVIII. Este período foi denominado como Renascimento pois tinha a intenção de sugerir o renascer, o reviver dos ideais greco-romano. Porém esta nomenclatura não é tão correta, pois durante a Idade Média o interesse pelo clássico não havia desaparecido. Continuar lendo

Anúncios

O Artista Renascentista e Seu Cliente

Finalmente chegamos ao Renascimento. Antes de falarmos da arquitetura em si resolvemos falar um pouco sobre como eram os artistas e os clientes do Renascimento e as principais características da economia voltada para a pintura (quadros, painéis de altares, afrescos) naquela época. Continuar lendo

Arquitetura Bizantina

O Império Bizantino (fim do século IV ao século XV) foi uma continuação do Império Romano do Oriente que conseguiu se manter forte, diferentemente do Império Romano do Ocidente que foi enfraquecido por constantes ataques e invasões. Sua capital, Bizâncio, posteriormente chamada de Constantinopla, se tornou desde a queda de Roma a maior cidade do mundo por cerca de quatrocentos anos. Continuar lendo

Panteão de Agrippa

“No espantoso espaço do Panteão, primeiramente senti paixão, a forte capacidade da arquitectura envolver todos os sentidos. Todos os dias, a sua aparência mudava dramaticamente a luz que passava através do óculo aberto. Nas manhãs chuvosas, a luz reflectia-se nas gotas da água da chuva que caíram lentamente sobre o chão […]. Num dia nebuloso seduzia a luz proveniente do grande orifício, a neblina torna a luz ainda mais visível, como que de um cilindro sólido de luz do sol matinal se tratasse. […] A sua silenciosa clareza, organizada pela luz e pela sombra, abrangeu a minha imaginação com esta abstracta e invertida noção de espaço interior e exterior.” (BENCHECI, 2014, p.77 apud HOLL, 1994, p. 22)

Continuar lendo

Arquitetura Romana I

Sem dúvidas o Império Romano foi o maior império da antiguidade. Conquistou diversas terras além de contribuir de diversas formas com a sociedade ocidental. Em sua história teve três períodos principais, a Monarquia (753 – 509 a. C), a República ( 509 – 27 a. C) e o Império (27 a. C. – 476 d. C), período aonde alcança sua maior extensão com o imperador Trajano. Continuar lendo